quinta-feira, 30 de julho de 2020

Areias



O barulho do mar 
Sempre a me acalmar 
Sobre suas areias milenares 
Lembrarei dos teus olhares

Mas segui o meu caminho 
Não sabia o que era amar 
Sou um coração solitário 
Que vive amores imaginários
.

Texto e foto: Sueli Dobón

5 comentários:

  1. Boa tarde de muita paz, querida amiga Sueli!
    Como já caminhei em Areias cheias de conchinhas do mar... que saudade do lugar onde morei!
    Desperte a imaginação e ame desmedidamente junto ao mar, ele se encarrega de levar pelas ondas à pessoa ideal...
    Linda poesia, amiga!
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde tudo bem? Sou carioca e procuro novos seguidores para o meu blog. E seguirei o seu com prazer. Novos amigos também são bem vindos, não importa a distância.

    https://viagenspelobrasilerio.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Linda inspiração,Sueli! Escreves sentimentos e muito bem! bjs, chica

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo na Varanda...